JANGUIÊ DINIZ

POLÍTICA E ECONOMIA NA CONTEMPORANEIDADE

A premissa de que bem-estar econômica garante a vitória nas eleições parece ter sido aceita abaixo da Linha do Equador. A promessa de estabilidade econômica favoreceu a reeleição de Lula, em 2006, e a vitória de Dilma, em 2010.

Política e Economia na Contemporaneidade

A promessa de estabilidade econômica favoreceu a reeleição de Lula, em 2006, e a vitória de Dilma, em 2010.

A Catarse Alienante da Classe Media

A Catarse Alienante da Classe Media

A incapacidade financiadora do Estado neste período histórico, somada a incompetência na gerência dos recursos já existentes, ocasionou o início do sucateamento da rede pública de ensino, como, infelizmente, ainda hoje, pode-se observar.
Administração e Desenvolvimento Econômico I

Administração e Desenvolvimento Econômico I

Nenhuma profissão vinculada às chamadas ciências sociais ou culturais conhece tão bem a palavra desafio.
Poder público e ordem pública

Poder público e ordem pública

É imporante debatermos a segurança pública bem como os problemas de ordem pública que nos afligem.
Quem disse que não sabemos votar?

Quem disse que não sabemos votar?

Pelé ficou famoso por sua genialidade com as bolas nos pés. E quase tão famoso pela infelicidade de suas declarações. Talvez, a mais famosa delas tenha sido a frase: "brasileiro não sabe votar".
Reflexões sobre a crise do senado

Reflexões sobre a crise do senado

Tem-se falado diuturnamente na crise do Senado. Importa registrar que a tão falada crise não é apenas do Senado; ela é de todo sistema político.
Ruptura e agenda governamental

Ruptura e agenda governamental

O que ocorrerá com o Brasil após as eleições presidenciais em 2010? Indagação que os setores produtivo e financeiro do Brasil, bem como investidores estrangeiros, estão fazendo.
Janguiê Diniz

José Janguiê Bezerra Diniz nasceu em Santana dos Garrotes, na Paraíba, e cresceu em Pimenta Bueno, Rondônia. Ainda criança, foi engraxate, vendedor de laranjas e de picolés e locutor de rádio. Graduou-se em Direito pela UFPE e em Letras pela Unicap. É especialista, mestre e doutor em Direito. Foi juiz do trabalho e procurador do Ministério Público do Trabalho. Hoje, comanda um dos maiores grupos educacionais do Brasil, com representações em todos os estados do país.


POLÍTICA E ECONOMIA NA CONTEMPORANEIDADE

A premissa de que bem-estar econômica garante a vitória nas eleições parece ter sido aceita abaixo da Linha do Equador. A promessa de estabilidade econômica favoreceu a reeleição de Lula, em 2006, e a vitória de Dilma, em 2010. O equilíbrio fiscal, o câmbio e as metas inflacionárias dominaram o discuro no segundo turno da última campanha presidencial disputada entre Dilma e Serra, mas a proposta de ambos mantinha os pilares da economia fundados por Fernando Henrique Cardoso e respeitados pelo presidente Lula, visando atender aos anseios dos setores produtivos e financeiro do Brasil. Essa estreita relação entre economia e política motivou essa coletânea de artigos sobre os temas, vistos aqui como peças de engrenagem social. São 64 textos publicados em jornais de grande circulação no Brasil, abordando assuntos como democracia, reforma tributária, desafio do 1º emprego, infraestrutura, responsabilidade social, entre outros. A leitura conjunta dos artigos prentende ajudar na compreensão de temáticas que estiveram na pauta pública na primeira década deste século XXI. O receio pelo retorno da inflação, a alta carga tributária, dívida interna e alta dos juros assustaram e continuam assombrando os brasileiros.

Assunto do Livro

POLÍTICA E ECONOMIA NA CONTEMPORANEIDADE
A promessa de estabilidade econômica favoreceu a reeleição de Lula, em 2006, e a vitória de Dilma, em 2010.